Seguidores

3 de ago de 2008

Eu gosto do Brasil, muito, e não só quando ele ganha a Copa

Mas mantenho minha resposta: orgulho não tenho

OUTRO DIA, num programa de televisão, me questionaram: 'se você
estivesse no exterior e perguntassem se tem orgulho de seu país, o que você
diria?' Sem nem pensar, respondi: 'diria que não, não tenho'. Depois achei
que, apesar de ter sido sincera, ia pegar mal, diante dos telespectadores;
mas pensei. Eu gosto do Brasil, muito, e não só quando ele ganha a Copa.
Mas mantenho minha resposta: orgulho não tenho.
Como alguém pode se orgulhar de um país onde a polícia mata tanto
quanto os bandidos, em que a maior parte dos políticos não tem o menor caráter,a
menor ideologia, e trocam de partido três, quatro vezes, de acordo com seus
interesses? Que recebem um mensalão para votar de acordo com o governo? Que
transformaram a Câmara dos Deputados -salvo algumas exceções- em uma delegacia
de polícia?
Basta abrir o jornal, qualquer dia da semana: 80 por cento das
notícias são de escândalos, e a maior parte deles, ligados aos políticos.
Os ministros são nomeados não por sua competência, mas para agradar a um
partido e tê-lo como aliado, a polícia dá mais medo do que os bandidos, nosso
risonho governador só faz viajar, é dinheiro na cueca, dinheiro no escritório
do marido de uma governadora, dinheiro para subornar um delegado. Mas de
Celso Daniel não se fala mais. Não há uma pessoa que faça um plano sério
para reformular a polícia, expulsar a banda podre, para que a população viva
sem medo. Se emNova York conseguiram, por que não no Brasil? Falo sobretudo
do Rio, ondese vive em estado de guerra permanente. Na última semana dois amigos
foramvítimas de assalto: um teve quatro fraturas no braço, o outro se salvou porque,
como era mais gordinho, a gordura protegeu a bala que o teria matado. Isso
às seis da tarde, em ruas de movimento.
Ministros dão declarações na televisão palpitando sobre a maneira
como foram presos os empresários e já sinalizando que o habeas corpus iria
sair; era pule de 10. Na minha modesta opinião, ministros, sobretudo os do
Supremo,devem ter o maior cuidado não só no que falam como também com quem
andam.
Ministros existem para julgar, e pronto. Penso que a polícia
pegou os graúdos na madrugada, antes que um Citation os levasse para longe.
E na minha modesta opinião, eles foram detidos não só pelos crimes atuais
mas também pelo conjunto da obra. Quem nunca ouviu falar do passado dos três
mais famosos presos desta semana?
Diariamente crianças são mortas por policiais, militares que
dão de presente aos traficantes três adolescentes, sabendo que eles seriam
assassinados, 271 analfabetos pretendem se eleger, um bispo, apoiado pelo
governo federal, quer ser prefeito sem ter nada a ver com a cidade, 262 bebês
morreram nas maternidades de Belém desde o início do ano, o Senado contrata
97 novos funcionários a R$ 10 mil, sem concurso nem necessidade, a adolescência
que sai à noite para se divertir arrisca a vida, e os brasileiros acham que
é normal viver assim. Aliás, onde andará Marcos Valério?
Quem pode vai morar em outro país; quem não pode vive com medo,
enquanto nosso governante morre de orgulho de conviver com os poderosos do
mundo. E como a maioria do povo não é politizada -e não interessa aos governos
que seja-, vamos piorando, a cada eleição. E se passar a idéia de que só
pode se candidatar quem tiver ficha limpa, como se faz com qualquer candidato
a entregador de pizza, isso só valerá a partir de 2010 -isso se passar.
Não, eu não tenho orgulho do meu país. Tenho é muita vergonha
do que fazem com ele.


Danuza Leão

recebido por e mail

3 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Bom DOMINGO! Chico!

Vic disse...

Excelente texto!

Beijo e boa semana!

Vic

Vic disse...

Bom dia,tem postagem nova lá no MEU CANTINHO, ficarei muito feliz se você for até lá e deixar a sua opinião.
Tenha uma semana produtiva!

Beijo
Vic

o que você procura

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Arquivo do blog